Boletim CABN jan-fev/2013

Salve companheiras e companheiros!
Já estamos no segundo mês de 2013 com
um pouco de atraso seguem os principais informes deste ano.

X ELAOPA

Nos dias 25,26 e 27 de janeiro de 2013, ocorreu a décima edição
do Elaopa: Encontro Latino Americano de Organizações Populares
Autonômas.Estivemos presente, debatemos ideias, trocamos expe-
riências e discutindo os rumos e propostas para a contrução do
poder popular.
O evento contou com a participação de mais de 60 organizações.

Textos disparadores da discussão:
http://www.elaopa.org/content/disparadores-x-elaopa
Encaminhamentos finais da plenária
http://www.elaopa.org/content/mais-um-passo-dado-para-integra%C3%A7%C3%A3o-dos-que-lutam-0
Jornal do encontro:
http://www.elaopa.org/content/jornal-x-elaopa


Resistência Popular (RP-SC)

Foi criada a Resistência Popular-SC no final de dezembro de 2012
atuando dentro de uma frente de ocupação de sem-tetos na Grande
Florianópolis. No intuito de apoiar a autogestão pela base, com prin-
cípios do federalismo e formação de cooperativa, a RP-SC, além de
seu núcleo comunitário, está em processo de assumir-se como uma
organização política e social de lutas e ações de resistência.
Ao reunir militantes que atuam em um ou mais movimentos populares
e nos setores desorganizados da população, a tendência tem por
objetivo fortalecer, dentro dos movimentos em que atua, uma meto-
dologia de trabalho e um programa determinado, além de impulsio-
nar a organização dos mais diversos setores que ainda estão desor-
ganizados.
Assim, a criação da Resistência Popular-SC traz em seu cerne, a
premissa do combate ombro a ombro junto às classes exploradas
e oprimidas, o objetivo principal de construir o Poder Popular pela
base, de baixo para cima, contra a exploração e a dominação. Por
objetivos comuns com outros valores e práticas coletivas, diferentes
da lógica da hierarquia autoritária e do vanguardismo dirigente.

Conheça melhor a RP:
http://resistenciapopularsc.graffitte.net/


Análise sobre a crise
de segurança em Santa Catarina

Lançamos uma nota analisando a atual situação de SC.

Leia-a em:
http://www.cabn.libertar.org/?p=832


Manifestações Anti-Fascistas

Em marcha pelo país, fundamentalistas religiosos do Instituto Plínio
Corrêa e da Tradição Família e Propriedade (TFP) no dia 23 de ja-neiro
depois de passarem por Jaraguá do Sul, Blumenau e Joinville, apor-
taram em Florianópolis/SC para a realização da “Cruzada em defesa
da família”. Conservadores e reacionários, contra os direitos homo-
sexuais e o aborto, ditavam palavras de ordem homofóbicas.
Junto com coletivos feministas militantes LGBTT e mídia indepen-
dente, o CABN colaborou com a contra-manifestação e os atos
antifascistas. Também houve panfletagem em diversos locais da
cidade e divulgação pela internet. Estimou-se por uma criação de
uma Frente Antifascista com coletivos e indivíduos em todo o estado
para combater a homofobia, dis-criminação contra a mulher, aborto
e intolerância.Dos coletivos que assinaram o manifesto anti-homofó-
bico em Florianópolis:
ADEH – Associação das Travestis e Transexuais da Grande
Florianópolis
CMI – FLORIPA
COLETIVO ANARQUISTA BANDEIRA NEGRA
FAÇA
MARCHA DAS VADIAS – FLORIPA
NÚCLEO MARGENS

Saiba mais:
http://vimeo.com/58640106
http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2013/01/515804.shtml
http://anarcopunk.org/antifa/2013/01/24/sc-libertarixs-se-organizam-contra-manifestacao-fascista-em-florianopolis/


Nota Nacional da
Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

A Coordenação Anarquista Brasileira lançou uma nota para explanar
um pouco de nossa concepção do anarquismo especifista, desmisti
ficar estereótipos e esclarecer equívocos.

Nota na íntegra :
http://www.cabn.libertar.org/?p=801


Liberdade aos presos
Políticos de Bariloche!

Em decisão tomada no X ELAOPA diversas organizações coordenaram
ações de Solidariedade aos companheiros(as) da Cooperativa 1o de M
presos em Bariloche na Argentina.
Liberdade já aos que estão presos por lutar!

Mais em:
http://www.cabn.libertar.org/?p=815
http://resistenciapopular.blogspot.com.br/2013/02/ato-de-solidariedade-aos-presos.html
http://quebrandomuros.wordpress.com/2013/02/05/ato-solidariedade-axs-presxs-politicos-de-bariloche-pela-sua-libertacao-imediata/
http://organizacaopopular.wordpress.com/2013/02/06/nota-informativa-05-de-fevereiro/


Cartilha do Grupo de Gênero

Os textos foram produzidos para o Seminário interno de formação
em Estudos de Gênero e Feminismo, realizados pelo Grupo de
Gênero do Coletivo Quebrando Muros. O grupo tem caráter trans-
versal em relação aos Grupos de Trabalho (GT’s) desenvolvidos
pelas duas frentes do coletivo (Comunitária e Estudantil) e tem a
responsabilidade de instrumentalizar as/os militantes a atuar em
seus locais de maneira feminista, entendendo que em todos os
espaços em que atuamos a opressão de gênero está presente.
Leitura recomendadíssima!

Está disponível para download no seguinte link:
http://quebrandomuros.files.wordpress.com/2013/02/cartilha-gg.pdf

Livraria 36

A Livraria 36 foi convidada para expor os livros na passagem da
banda sueca Anchor por Blumenau/SC. É a primeira atividade da
L36 fora de Joinville. Sintam-se todos convidados a comparecer.

Imagem:
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=533320523364955&set=a.43


Instituto ITHA

O Instituto de Teoria e História Anarquista (ITHA) tem por objetivo
estimular e reunir pesquisas de base teórica e histórica sobre o
anarquismo, em diversos idiomas. Diversos artigos e livros tem
sido publicados no site. Vale a pena conferir!

Link:
http://ithanarquista.wordpress.com/

Saudações libertárias!

Coletivo Anarquista Bandeira Negra
ca-bn@riseup.net | http://cabn.libertar.org
Be the first to start a conversation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *