Boletim CABN mai/2014

Salve companheiras e companheiros!

Neste boletim de maio: coleta de assinaturas da Flaskô, projeto SOS Racismo, palestra sobre o Especifismo, aniversário de Louise Michel, 200 anos do nascimento de Mikhail Bakunin, jornal Libera #161, construção do Fórum Anarquista Especifista na Bahia

Coleta de assinaturas de trabalhadores e trabalhadoras da Flaskô
“A Coordenação Anarquista Brasileira vem declarar publicamente seu apoio à Fábrica Ocupada Flaskô. Ela está, atualmente, em luta para coletar 10 mil assinaturas para declarar a fábrica como de interesse social.” Leia a nota completa:
http://www.cabn.libertar.org/cab-solidariedade-aos-trabalhadores-e-trabalhadoras-da-flasko/

Projeto SOS Racismo
O CABN está compondo o Projeto SOS Racismo, que busca prestar assistência a vítimas de racismo na região, uma iniciativa de professores da Universidade Estácio de Sá em parceria com o movimento negro, organizações políticas e movimentos sociais. Uma nota sobre o lançamento da campanha:
http://www.cabn.libertar.org/lancamento-do-projeto-sos-racismo/

Palestra: “Uma introdução ao Especifismo”
A Organização Anarquista Socialismo Libertário, de São Paulo, realizou uma palestra de introdução ao Anarquismo Especifista, corrente das organizações que constroem a Coordenação Anarquista Brasileira. Os vídeos da palestra estão disponíveis aqui:
http://www.cabn.libertar.org/oasl-palestra-uma-introducao-ao-especifismo/

Aniversário de Louise Michel
Em 1830, em 29 de maio, nasceu a anarquista francesa Louise Michel, importante presença na Comuna de Paris e uma referência na luta das mulheres por um mundo novo, de liberdade e igualdade. Republicamos aqui um texto escrito sobre a Comuna e o protagonismo das mulheres nesta tentativa revolucionária, de autogoverno da classe trabalhadora, que permanece até hoje como inspiração e referência.
http://www.cabn.libertar.org/142-anos-da-comuna-de-paris-louise-michel-e-o-protagonismo-feminino-na-luta-pela-liberdade/

200 anos de Mikhail Bakunin
E no dia 30 de maio, se completaram 200 anos do nascimento do anarquista russo Mikhail Bakunin, teórico e militante que ajudou a criar e forjar a corrente libertária do socialismo ao longo de toda sua vida, não apenas como um escritor ou ideólogo, mas com sua participação ativa nos espaços de organização e luta da classe trabalhadora no século XIX.

Uma mostra da importância de seu legado para as lutas de nossa época está nos distintos eventos realizados em todo o mundo para debater e divulgar suas ideias. Divulgamos aqui algumas atividades importantes que aconteceram ou estão acontecendo no Brasil:

Jornada BAKUNIN, no Estado do Pará, organizada pelo Núcleo Anarquista Resistência Cabana
http://resistenciacabana.noblogs.org/post/2014/05/13/jornada-bakunin/
Seminário “Bakunin, Crítica Social e Estratégia Revolucionária” em Belo Horizonte, organizado pelo Coletivo Mineiro Popular Anarquista
http://www.coletivocompa.org/2014/05/seminario-bakunin-critica-social-e.html
“200 Anos Bakunin: O Anarquismo Organizado nas Revoltas do Presente”, evento organizado em várias cidades do Paraná pelo Coletivo Anarquista Luta de Classe
http://anarquismopr.org/2014/05/23/200-anos-bakunin-o-anarquismo-organizado-nas-revoltas-do-presente/

Aproveitamos para divulgar também o artigo “A Lógica do Estado em Bakunin”, de Felipe Corrêa, que analisa a crítica ao Estado presente em Bakunin, através de diversos textos ao longo de sua vida, e que sustentam sua tese de que o Estado é um “instrumento político de dominação de classe que possui natureza dominadora, caráter de classe e função de garantir a dominação de classe”, como resume o texto. Leia aqui:
http://ithanarquista.wordpress.com/2014/05/23/felipe-correa-a-logica-do-estado-em-bakunin/

Jornal Libera #161
“Neste número, há um editorial sobre a ocupação militar do Complexo da Maré no Rio de Janeiro, onde relaciona-se o que ocorre nas favelas hoje com o que ocorreu 50 anos durante o Golpe Militar. O Libera #161 traz também um texto sobre a vitoriosa greve dos garis, um texto introdutório sobre anarquismo e uma tradução de um texto lançado em 2010 pela Zalabaza Anarchist-Comunist Front, organização anarquista da África do Sul, sobre a Copa do Mundo ocorrida naquela país.” Acesse aqui:
http://anarquismorj.wordpress.com/2014/05/05/libera-161/

Construção do Fórum Anarquista Especifista na Bahia
Divulgamos aqui uma nota da companheirada da Bahia, que estão se articulando desde distintos espaços de luta (comunitário, transporte, sindical, estudantil, gênero) no Fórum Anarquista Especifista, caminhando rumo a uma organização anarquista no Estado da Bahia. Todo apoio ao FAE!
https://juventudelibertaria.wordpress.com/2014/05/28/nota-de-construcao-do-forum-anarquista-especifista-na-bahia/

Saudações libertárias!

Coletivo Anarquista Bandeira Negra, integrante da Coordenação Anarquista Brasileira
ca-bn@riseup.net | http://cabn.libertar.org

Para entrar em nossa lista de notícias, envie um e-mail para ca-bn@riseup.net

Só serei verdadeiramente livre quando todos os seres humanos que me cercam, homens e mulheres, forem igualmente livres, de modo que quanto mais numerosos forem os homens livres que me rodeiam e quanto mais profunda e maior for a sua liberdade, tanto mais vasta, mais profunda e maior será a minha liberdade. Eu só posso considerar-me completamente livre quando a minha liberdade ou, o que é a mesma coisa, quando a minha dignidade de homem, o meu direito humano, refletidos pela consciência igualmente livre de todos, me forem confirmados pelo assentimento de todos. A minha liberdade pessoal, assim confirmada pela liberdade de todos, estende-se até o infinito.” (Mikhail Bakunin)

One Response “Boletim CABN mai/2014” →

  1. valter cerqueira dos santos

    01/10/2014

    Queria que todo mundo nesse Bresil pensece bem antes de ir volta nesse politico corrupito Se a politica esta podre a culpa e sua eletor

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *