Nota em solidariedade ao Sinasefe-Litoral e à luta dos servidores públicos contra a PEC 32

Posted on 30/08/2021 by

0


O Coletivo Anarquista Bandeira Negra (CABN) inserido em seus espaços de trabalho, moradia, estudos e lazer com plena clareza da necessidade de derrotarmos o governo de Jair Bolsonaro e sua política de morte a mando da classe dominante, vem a público estender sua solidariedade ao SINASEFE-SC (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação).

Estamos atentas e atentos em todas as frentes, não estamos sozinhas. E por meio de nossas ações e palavras procuraremos responder politicamente nas ruas as medidas repressivas impostas pela atual conjuntura.

O dia 18 de agosto de 2021 foi uma importante data na luta em defesa dos serviços públicos, quando diferentes entidades mobilizaram a Greve Nacional dos Servidores Públicos, com o objetivo central de chamar atenção das classes oprimidas sobre a PEC 32, da chamada ‘reforma administrativa’, cujo foco é a destruição dos direitos das e dos trabalhadoras dos serviços públicos. A greve busca impactar os setores populares, usuários dos aparelhos públicos e atingidos pela reforma, caso aprovada. Esta, é uma luta de toda a classe trabalhadora e em defesa dos serviços públicos, por uma vida com mais dignidade.

Por conta do cenário exposto, o SINASEFE – Litoral elaborou faixas de alerta e chamado para resistência popular contra as propostas dos governantes e patrões representados por Bolsonaro. Essas, foram colocadas aos arredores de diversas unidades do IFC.

Em seguida, o material foi recolhido pelas direções escolares, como uma forma de censurar as manifestações dos trabalhadores e trabalhadoras das unidades, ameaçando os responsáveis de “improbidade administrativa”, coibindo o direito de expressão e greve, garantidos por lei, tentando criminalizar um direito existente.

Nós, enquanto organização política inserida em espaços rurais, comunitários e de educação, repudiamos atitudes como esta, tomada pelas direções das unidades escolares. Estendemos nossa solidariedade aos companheiros e companheiras criminalizadas, ameaçadas e censuradas.

Os de cima não nos calarão!

Contra a PEC da reforma administrativa!

Por vida digna! Pela garantia dos direitos! Pela liberdade de expressão e greve!

Posted in: Notas